Categoria: Impotência

Problemas com a potência: que remédios populares ajudarão os homens

Problemas com a potência: que remédios populares ajudarão os homens

Problemas com a potência em diferentes momentos preocupam quase todos os homens, independentemente da idade. Nem todo mundo está imediatamente pronto para ir ao médico e tomar remédio. Muitas vezes os homens estão dispostos a experimentar remédios populares para aumentar a potência, especialmente se o problema não for grande demais.

Receitas populares para aumentar a potência são geralmente acessíveis e não têm efeitos colaterais.

Com ligeira deterioração da ereção, eles são bastante eficazes, porque só pode ser uma manifestação de indisposição temporária. As causas de problemas menores com a potência podem ser:

– excesso de trabalho;

– falta de sono;

– estresse ;

– esforço físico excessivo.

Leia:  Álcool e potência: os médicos alertaram sobre as terríveis conseqüências do álcool para a ereção

O repouso e o uso de métodos tradicionais de tratamento terão um efeito muito tangível.

As principais causas da disfunção erétil

No entanto, no caso de doenças graves, os métodos populares de aumentar a potência só podem ser um complemento ao tratamento da causa, a principal doença que levou a problemas de ereção. Neste caso, violações de potência podem ser longas e persistentes.

Causas de uma grave deterioração da função sexual:

– alterações relacionadas com a idade nos níveis hormonais;

– doenças do aparelho geniturinário, como prostatite ou uretrite, adenoma da próstata;

– doenças do sistema nervoso;

– As conseqüências do abuso de álcool e tabaco;

– hipodinamia (estilo de vida sedentário);

– má nutrição (abuso de animais com gorduras saturadas, farinha e doce).

Esses fatores afetam inclusive o trabalho do sistema endócrino, responsável pela produção de hormônios sexuais masculinos pelo organismo.

O médico, após diagnosticar e prescrever o tratamento, irá explicar se uma pequena correção do estilo de vida é suficiente ou se deve receber tratamento. De qualquer forma, provas simples de que durante séculos as formas de aumentar a potência podem ter um impacto efetivo na melhora da função sexual. Estes incluem:

– ervas medicinais;

– raízes, frutos e sementes;

– Produtos (mel, nozes, ovos e laticínios).

Ervas medicinais para aumentar a potência

Ao usar algumas dessas ervas como agente profilático, a potência permanecerá sempre “no topo”. Os mais úteis deles são:

– salsa – afeta positivamente a potência devido ao alto teor de vitamina C na mesma;

– Aipo – permite que você salve o poder masculino para a velhice quando tomado diariamente com salsa;

– Flecha Goryanka – seu extrato melhora a ereção, melhora a libido, a nitidez das sensações durante o sexo, aumenta o número e a velocidade de espermatozóides, aumentando as chances de concepção

– Ivan-chá – devido à presença de muitas substâncias úteis estimula o sistema endócrino, incluindo aumenta a produção de testosterona. Como um sedativo leve, alivia o estresse, que tem um efeito negativo na ereção .

– Ginkgo biloba – uma planta exótica com muitas propriedades úteis. Ele oxigena o sangue e melhora o fluxo sanguíneo para os órgãos pélvicos, incluindo os genitais, o que melhora a ereção e a função sexual em geral. Aceito na forma de um extrato em cápsulas e em tintura de álcool.

Raízes, frutas e sementes, outros produtos para melhorar a saúde dos homens

Raiz de Ginseng – uma das plantas mais populares, que é usado inclusive para combater o enfraquecimento da potência. Melhora a circulação sanguínea, que tem um efeito positivo no suprimento de sangue para os órgãos genitais masculinos. A ingestão regular melhora a qualidade do esperma.

A recepção recomenda-se não na forma da tintura de espírito e na forma do extrato seco. É útil misturá-lo com o mel em proporções – por 25-30 gramas de extrato de rizoma de ginseng para 600 gramas de mel. Insista 10 dias e depois tome 1 colher de chá com o estômago vazio.

Leia também: Estimulante sexual funciona

Raiz cálamo – estimula a produção de fluido seminal e com o uso prolongado melhora a ereção. Raízes secas podem ser simplesmente mastigadas na boca. Também é adicionado a chás e chás de ervas.

Bagas de espinheiro – fornecem energia, resistência, aumentam a libido, melhoram a potência. Como usar Tome 1 colher de sopa. uma colher de frutas, despeje 1,5 litros de água fervente, deixe ferver por 30 minutos em fogo baixo. Tome 50 ml com o estômago vazio. Depois de terminar a decocção, você deve fazer uma pausa de pelo menos 1 semana para evitar a redução da pressão.

Sementes de urtiga – fabricadas sob a forma de chá, tomadas com o estômago vazio.

O que os Medicos não dizem a Você Sobre Viagra Masculino

A Estratégia Final para o sexo Masculino Viagra Viagra

Viagra é uma marca, sildenafil é o nome médico. Não se espera que o Viagra prejudique o feto. Hoje Viagra ou uma pílula azul, como é frequentemente referido, não é aprovado pela FDA para as mulheres. Ao contrário do Viagra masculino, também chamado de pílula azul mágica, a versão feminina é rosa.

Saiba Mais: https://www.dicasdebelezaesaude.com.br/maximum-power-pro-reclame-aqui/

A Cabeça do Macho Viagra Viagra

Todos os homens com DE devem informar seus médicos sobre isso. Então, quando um homem toma Viagra, ele tem que evitar qualquer coisa que dilate os vasos sanguíneos, não apenas os nitroglicerídeos. Alguns homens, cuja disfunção erétil tem causas psicológicas, podem se beneficiar do aconselhamento. Quando uma mulher com um nível normal de testosterona é prescrito Viagra para problemas de disfunção, a medicação ajuda a engolir o clitóris com sangue e permitir grandes orgasmos. Então, vamos ver o que o diferencia das drogas masculinas. As mulheres que continuaram a tomar Viagra e antidepressivos melhoraram sua vida sexual, mas apenas por um período limitado de tempo.

Masculino Viagra Viagra – O Que É?

Viagra pode ajudar você a ter uma ereção quando ocorre estimulação sexual. Tomar Viagra com um medicamento de nitrato pode causar uma diminuição súbita e grave da pressão arterial. Outras causas de disfunção erétil podem exigir tratamento especializado além dos comprimidos. Também pode ser um sintoma de problemas de saúde subjacentes, como aterosclerose, doenças cardíacas e diabetes, entre outros. Se for resultado de lesão ou operação da coluna vertebral, os nervos podem ser danificados. O sildenafil é também conhecido como Viagra genérico ou sildenafil genérico. Sildenafil (Viagra, Revatio) é um medicamento de prescrição usado para tratar a disfunção erétil.

O Que Sobre Homens Viagra Viagra?

As pílulas de Viagra ajudam a manter a enzima PDE5 por 4-5 horas, permitindo que qualquer homem, em qualquer idade, independentemente do peso, estilo de vida ou problemas de saúde, não apenas consiga manter a ereção realmente forte e verdadeiramente duradoura. Viagra é mais comumente prescrito para homens para problemas de excitação sexual, como disfunção erétil. Marca Viagra para homens foi administrada a mais de 3.700 pacientes de diferentes idades (19-87) em muitos países do mundo.

 

O Segredo Perdido da Ejaculação precoce

O Honesto a Bondade, a Verdade sobre a Ejaculação precoce

Quando a ejaculação ocorre mais rápido do que você ou seu parceiro gostaria, é conhecido como ejaculação precoce (PE). Além disso, a ejaculação precoce geralmente retorna e uma terapia comportamental adicional pode ser necessária. É uma disfunção sexual muito comum, e não é nada para se envergonhar. Pode não ser um problema, uma vez que o ED é tratado. É uma queixa sexual comum. Diz-se que ocorre se um homem ejacula dentro de um minuto ou menos de um minuto após a relação sexual. A ejaculação precoce primária refere-se à experiência ao longo da vida do problema (desde a puberdade), e a referência à ejaculação precoce secundária ao problema que começa mais tarde na vida.

Veja também: Tauron

Ejaculação Precoce Recursos

A ejaculação é a liberação de sêmen do corpo. A ejaculação precoce afeta apenas os homens e pode ocorrer em qualquer idade adulta. A ejaculação precoce é quando a ejaculação acontece mais cedo do que um homem ou seu parceiro gostariam durante o sexo.

Obter o Melhor Ejaculação precoce

A ejaculação pode ser controlada até certo ponto. A ejaculação precoce geralmente desaparece sem tratamento. Pode afetar a qualidade da vida sexual, portanto, é importante. As causas da ejaculação precoce não são conhecidas. É uma das disfunções sexuais mais comuns nos homens. É a condição sexual mais comum que afeta homens com menos de 40 anos. A ejaculação precoce (EP) pode ter efeitos devastadores na autoestima, nos relacionamentos e na qualidade de vida geral do parceiro.

A Definitiva Abordagem para Ejaculação precoce

A ejaculação precoce é uma condição muito comum e tratável. Ocorre quando um homem atinge o orgasmo e ejacula rápido demais e sem controle. É um fenómeno em que os homens ejaculam com um mínimo de estimulação peniana logo após a relação sexual ou mesmo antes da relação sexual. Embora possa causar tensão e ansiedade em um relacionamento, é uma condição tratável. Raramente, pode ser causada por um problema físico específico, como inflamação da próstata ou um problema na medula espinhal. Quando isso acontece com tanta frequência que interfere no prazer sexual de um homem ou de seu parceiro, isso se torna um problema médico.

A Escolha De Ejaculação Precoce

Embora possa atrasar a ejaculação, pode ser uma tática frustrante para ambos os parceiros. Às vezes, a ejaculação precoce desaparece sozinha ao longo de semanas ou meses. Isso pode fazer com que os parceiros se sintam menos conectados ou feridos. Não é uma doença do homem velho, pois afeta os homens em todas as faixas etárias. É uma questão incrivelmente comum, mas, como muitos homens acham embaraçoso, relutam em falar sobre isso com um profissional. Embora a Ejaculação Precoce diminua com frequência a confiança sexual de um homem, e a terapia psicológica é frequentemente recomendada, a maioria dos médicos agora pensa que os problemas psicológicos raramente são uma causa real de EP.

O Que Faz A Ejaculação Precoce Significa?

A ejaculação é uma função do sistema nervoso. Em outras palavras, isso ocorre antes de um homem querer que isso aconteça. Compreender a ejaculação precoce pode ser bastante problemático, pois não tem causas fixas. Não há maneira conhecida de prevenir a ejaculação precoce. Ocorre quando um homem ejacula mais cedo durante a relação sexual do que ele ou seu parceiro gostariam. Isso pode ser causado por vários motivos subjacentes. A ejaculação precoce ocorre quando o homem experimenta o orgasmo e expele o sêmen logo após a atividade sexual e com o mínimo de estimulação peniana.

A Dor da Ejaculação precoce

A ejaculação é controlada pelo sistema nervoso central. Como a ejaculação precoce está associada a sexo pouco frequente, os homens com baixa frequência de atividade sexual frequentemente ficam excitados e excitados, o que pode se manifestar como ansiedade de desempenho quando o sexo se apresenta. É diagnosticado com base em sintomas típicos. É mais frequentemente causada por um estressor psicológico, como ansiedade ou depressão. Isso dificulta o prazer sexual e afeta a capacidade de um homem de satisfazer seu parceiro. A maneira mais rápida e fácil de superar a ejaculação precoce é usar uma combinação de produtos poderosos que são fortes o suficiente e projetados especificamente para eliminar cada causa individual. Se você tiver tanto a ejaculação precoce quanto a dificuldade em obter ou manter uma ereção, seu médico poderá solicitar exames de sangue para verificar os níveis de hormônio masculino (testosterona) ou outros testes.

 

Truques e dicas sobre disfunção erétil

Truques e dicas sobre disfunção erétil

Você já imaginou que correr poderia ser um ótimo tratamento para melhorar sua vida sexual? Certamente que não, e é por isso que consideramos escrever sobre a disfunção erétil e como o esporte pode ajudá-lo a superar ou evitar uma condição como essa.

Conheça também: Xanimal funciona

Superar a disfunção erétil não é impossível. Neste momento, você provavelmente está desanimado porque todas as técnicas que você tentou superar os problemas de ereção não funcionaram para você. Talvez seja hora de tentar coisas novas e acreditar em nós que o que vamos propor irá surpreendê-lo.

Disfunção erétil em jovens e adultos
A impotência masculina é uma condição que gera muita frustração para a pessoa que sofre e para o parceiro. O normal é tratá-lo com drogas, e sempre sob supervisão médica, mas a verdade é que existem certos truques e técnicas naturais para resolver a disfunção erétil que você pode não ter tentado e que têm muito a ver com a vida saudável. Nós vemos isso abaixo.

Causas da disfunção erétil
Não, a impotência não afeta apenas homens adultos. De fato, o número de jovens que admitem ter problemas de ereção aumentou de forma alarmante nos últimos anos.

Fadiga e vida sedentária
De acordo com um estudo publicado no The Journal of Sexual Medicine, os casos desta doença em jovens dispararam para 25% do total.

Na maioria das vezes, a disfunção erétil em jovens e adultos geralmente está ligada a um estilo de vida pouco saudável. Nós nos tornamos mais sedentários e temos que admitir que é cada vez mais difícil nos levantarmos do sofá.

Se o pequeno exercício que fazemos, nós adicionamos uma dieta ruim e um alto consumo de tabaco e álcool, conseguimos a receita perfeita para incentivar o aparecimento de disfunção erétil ou qualquer outra disfunção sexual.

Outra causa que promove o aparecimento da disfunção erétil é a chamada impotência psicológica. Para superar a disfunção erétil, você não precisa apenas olhar para a parte física, mas a mente também tem muito a dizer.

disfunção erétil

Nosso ritmo de vida é desgastante
Criamos expectativas no trabalho, com colegas, com a família e o casal. Nós mesmos nos impusemos um ritmo impossível sem influenciar nossa própria saúde.

Esse relatório para o seu chefe foi para ontem, amanhã você prometeu ao seu colega ir àquele jogo de futebol e hoje à noite você tem um jantar romântico com o seu parceiro.

Como isso soa? A realidade é que às vezes não conseguimos alcançar tudo e isso produz angústia e estresse. E, claro, superar a disfunção erétil é muito mais complicado.

Portanto, a liberdade do estresse será essencial para evitar o aparecimento de disfunção erétil e qualquer outro tipo de disfunção sexual masculina ou feminina. E é aí que a atividade esportiva entra em ação.

Indo para uma corrida, visitar o ginásio ou mergulhar na piscina são remédios contra o estresse e exaustão mental que realmente funcionam. Para liberar endorfinas foi dito!

Problemas no relacionamento com seu parceiro
Todos os relacionamentos passam por solavancos, mas a parte que pode afetá-lo negativamente em um nível sexual é aquela que tem a ver com a rotina e a falta de comunicação. Mude isso e você verá como a situação melhora.

Ausência de desejo sexual
Muitos casais não aceitam que o relacionamento acabou ou que não há mais desejo e é uma das causas da disfunção erétil mais comum.

Autoestima baixa
Há homens que vivem todas as relações sexuais como um exame. Tanto o seu físico, como no mito do ‘tamanho’. Cada gesto da outra pessoa é interpretado com um ‘Estou fazendo errado’ ou ‘isso não está gostando’, portanto, um bloqueio mental se desenvolve.

Qual é a boa notícia então?

Bem, ver quais são as causas mais populares do aparecimento de uma disfunção sexual como essa é relativamente fácil de fazê-las desaparecer. Muitas vezes a chave para superar a disfunção erétil é você e só você e só com uma mudança em suas rotinas de vida você pode melhorar.

Tratamento para superar a disfunção erétil
Nós agora damos uma breve revisão do que é o tratamento mais comum para resolver problemas de impotência. No entanto, lembre-se que o diagnóstico de um médico é essencial para encontrar a fonte do problema e, portanto, a solução mais adequada.

Ele acha que a falta de ereção também está ligada a problemas vasculares, hipertensão, diabetes ou complicações na próstata. De fato, em 2014, no Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, o Dr. Athanasios Angelis afirmou que: ‘80% dos casos de disfunção erétil são causados ​​por problemas vasculares’

O tratamento mais comum para superar a disfunção erétil é a via oral: comprimidos prescritos pelo seu médico.

8 remédios naturais para a disfunção erétil

8 remédios naturais para a disfunção erétil

Embora a maioria das pessoas associe a disfunção erétil (DE) com a idade, sua capacidade de desenvolver e manter uma ereção é determinada por uma ampla gama de fatores.

Estes incluem sua dieta, seu peso e percentual de gordura corporal, sua pressão arterial, os níveis de hormônios sexuais masculinos e até mesmo os níveis de estresse que você sente em seu trabalho, vida pessoal e estilo de vida em geral.

Felizmente, a maioria desses fatores está completamente sob seu controle, permitindo que você tome medidas para proteger sua ereção e evitar a disfunção erétil sem necessariamente ter que usar medicação.

Abaixo, listamos oito maneiras para você melhorar naturalmente suas ereções, evitar disfunção erétil e aproveitar uma vida sexual mais livre de estresse. Todos são fáceis de implementar e se alinham bem com um estilo de vida saudável, fazendo com que valham a pena priorizar antes de tentar a medicação ED.

Mantenha seu peso corporal na faixa saudável
Estar acima do peso ou obeso pode afetar negativamente sua capacidade de desenvolver e manter uma ereção normal durante o sexo. Isso ocorre porque a obesidade está intimamente correlacionada com sérios problemas de saúde, como diabetes, que podem danificar os nervos ao redor do pênis e prevenir as ereções.

A disfunção erétil causada pela diabetes é particularmente preocupante, pois os tratamentos comuns para disfunção erétil, como o Viagra e o Cialis, muitas vezes não são totalmente eficazes. De fato, um estudo de 1999 mostra que apenas 56% dos homens com disfunção erétil induzida por diabetes tiveram melhorias com o Viagra.

A melhor solução é prestar atenção ao seu peso e tentar manter o nível saudável para o seu tipo de corpo. Como um peso corporal saudável também é importante para a saúde geral, manter seu peso corporal é algo que vale a pena, mesmo que você não sofra de disfunção erétil.

Fique em cima da sua pressão arterial
A hipertensão arterial está intimamente ligada à disfunção erétil, possivelmente por causa dos efeitos negativos que ela pode ter na saúde de seus vasos sanguíneos.

Leia também: Remédio para impotência

Embora não haja necessidade de ficar obcecado com a pressão arterial, é importante que seja verificado a cada poucos meses. Se a sua pressão arterial está fora do intervalo normal, você deve considerar conversar com seu médico sobre as opções de tratamento.

A pressão sanguínea moderadamente alta (como a pressão arterial na faixa de ‘pré-hipertensão’) pode ser diminuída com algumas pequenas mudanças na sua dieta e estilo de vida. Existem também numerosos medicamentos que podem reduzir sua pressão arterial e melhorar sua saúde arterial.

Comer uma dieta rica em frutas, legumes e alimentos nutritivos
As ereções dependem de um fluxo sangüíneo forte e confiável. Por causa disso, os mesmos alimentos que podem entupir suas artérias e danificar seu coração também podem ter um impacto negativo na qualidade de suas ereções.

De fato, existe uma correlação tão próxima entre a disfunção erétil e a saúde do coração que a DE é comumente vista pelos profissionais médicos como um sinal potencial de doença cardíaca.

Na maior parte, os mesmos alimentos que causam doenças cardíacas também podem contribuir para problemas com ereções. Refeições gordurosas, açucaradas e altamente calóricas, como hambúrgueres, pizza e frango frito, devem ser evitadas ou consumidas com moderação se você estiver preocupado com a disfunção erétil.

Também é importante comer alimentos saudáveis ​​e nutritivos. Um estudo de 2010 mostra que a dieta mediterrânea, que é rica em grãos integrais, peixe, frutas, nozes e vegetais, mas pobre em carne vermelha está ligada a uma menor taxa de incidência de disfunção erétil em homens.

Adicione exercícios aeróbicos à sua rotina diária
O exercício aeróbico, como correr, pedalar, remar ou praticar a maioria dos esportes, melhora a saúde do coração e pode reduzir os efeitos da disfunção erétil.

Um artigo de 2011 no Ethiopian Journal of Health Science curou evidências de cinco estudos sobre exercícios aeróbicos e ED. Os autores descobriram que os estudos mostraram uma melhoria clara nos sintomas da disfunção erétil à medida que os homens se exercitavam, particularmente a longo prazo.

O artigo concluiu que o treinamento aeróbico ‘pode ​​tratar com sucesso a disfunção erétil em pacientes selecionados com disfunção erétil arteriogênica’ – uma forma de disfunção erétil causada pelo suprimento de sangue arterial pobre.

Felizmente, não há necessidade de gastar horas do seu dia fazendo exercícios para reduzir o risco de desenvolver disfunção erétil. Para a maioria dos homens, uma sessão de 15 a 60 minutos de exercício cardiovascular de intensidade moderada (por exemplo, correr ou caminhar em um declive) é suficiente para melhorar a saúde do seu coração.

Verifique se há testosterona abaixo do normal
Baixos níveis de testosterona podem causar disfunção erétil. Isso ocorre porque a testosterona é um dos principais hormônios envolvidos na regulação do impulso sexual masculino. Menos testosterona geralmente significa menor interesse por sexo, bem como ereções mais fracas e menos consistentes.

Os níveis de testosterona flutuam naturalmente com base em uma variedade de fatores, desde sua dieta e nível de atividade até seus hábitos de sono. Eles também diminuem com a idade, com alguns estudos mostrando uma redução progressiva nos níveis séricos de testosterona à medida que os homens envelhecem.

Outros sintomas de baixa testosterona incluem letargia, falta de impulso mental, perda de massa muscular, ganho de gordura ao redor do abdômen e uma falta geral de interesse em atividades sexuais.

Fonte: https://www.valpopular.com/remedio-para-impotencia/

Conheça também: > Xanimal

6 tratamentos naturais para impotência sexual

6 tratamentos naturais para impotência sexual

O que é disfunção erétil?
A disfunção erétil (DE) é comumente chamada de impotência. É uma condição em que um homem não consegue alcançar ou manter uma ereção durante o desempenho sexual. Os sintomas também podem incluir desejo sexual reduzido ou libido. É provável que seu médico o diagnostique com DE se a condição durar mais do que algumas semanas ou meses. ED afeta até 30 milhões de homens nos Estados Unidos.

Os tratamentos ED padrão incluem medicamentos prescritos, bombas de vácuo, implantes e cirurgias, mas muitos homens preferem opções naturais. Pesquisas descobriram que algumas opções naturais podem melhorar os sintomas da DE. Continue lendo para saber mais sobre as opções naturais que têm pesquisas para fazer backup delas.

Leia mais: causas do ED »

1. Panax ginseng
Chamado de Viagra herbal, Panax ginseng (ginseng vermelho) tem sólida pesquisa por trás dele. Pesquisadores revisaram sete estudos de ginseng vermelho e ED em 2008. As dosagens variaram de 600 a 1.000 miligramas (mg) três vezes ao dia. Eles concluíram que havia ‘evidências sugestivas da eficácia do ginseng vermelho no tratamento da disfunção erétil’.

Pesquisas mais atuais estão examinando como o ginseng vermelho influencia a disfunção erétil. Ginsenosides são um elemento presente no extrato de Panax ginseng que tem ação no nível celular para melhorar a ereção.

A ação do Panax ginseng parece ser mais eficaz para aqueles com altos lipídios no sangue e na síndrome metabólica. Esta erva é conhecida por ter ação anti-inflamatória, melhorar a função pulmonar e melhorar o fluxo sanguíneo em outras doenças – todas as características que podem reduzir a disfunção erétil.

2. Rhodiola rosea
Um pequeno estudo indicou que a Rhodiola rosea pode ser útil. Vinte e seis dos 35 homens receberam 150 a 200 mg por dia durante três meses. Eles experimentaram uma função sexual substancialmente melhorada. Esta erva foi mostrada para melhorar a energia e reduzir a fadiga. Mais estudos são necessários para entender a ação e garantir a segurança.

3. DHEA
Dehidroepiandrosterona (DHEA) é um hormônio natural produzido pelas glândulas supra-renais. Pode ser convertido em estrogênio e testosterona no corpo. Os cientistas fazem o suplemento dietético de inhame selvagem e soja.

O influente estudo de envelhecimento masculino em Massachusetts mostrou que os homens com DE eram mais propensos a ter baixos níveis de DHEA. Em 2009, 40 homens com disfunção erétil participaram de outro estudo em que metade recebeu 50 mg de DHEA e metade recebeu placebo uma vez ao dia por seis meses. Aqueles que receberam o DHEA eram mais propensos a alcançar e manter uma ereção.

Mais recentemente, o DHEA foi identificado como uma opção para o tratamento da disfunção erétil em homens com diabetes concomitante. ED comumente afeta esses homens por causa de problemas hormonais, bem como complicações do diabetes que interferem com o fluxo sanguíneo para os órgãos.

4. L-arginina
L-arginina é um aminoácido naturalmente presente em seu corpo. Ajuda a produzir óxido nítrico. O óxido nítrico relaxa os vasos sanguíneos para facilitar uma ereção bem sucedida e é essencial para o funcionamento sexual saudável.

Pesquisadores estudaram os efeitos da L-arginina em ED. Trinta e um por cento dos homens com DE tomando 5 gramas de L-arginina por dia experimentaram melhorias significativas na função sexual.

Um segundo estudo mostrou que a L-arginina combinada com o picnogenol, um produto vegetal da casca das árvores, restaurou a capacidade sexual para 80% dos participantes após dois meses. Noventa e dois por cento recuperaram a capacidade sexual após três meses.

Outro estudo controlado por placebo descobriu que a L-arginina em combinação com outros medicamentos era bem tolerada, segura e eficaz para a DE leve a moderada.

5. Acupuntura
Embora os estudos sejam mistos, muitos mostram resultados positivos quando a acupuntura é usada para tratar a disfunção erétil. Um estudo de 1999, por exemplo, descobriu que a acupuntura melhorou a qualidade das ereções e restaurou a atividade sexual em 39% dos participantes.

Um estudo posterior publicado em 2003 relatou que 21% dos pacientes com DE que receberam acupuntura tiveram ereções melhoradas. Outros estudos mostraram resultados conflitantes, mas esse tratamento tem potencial e pode funcionar para você.

Os riscos da acupuntura são baixos se fornecidos por um acupunturista licenciado. A acupuntura mostra-se promissora no tratamento da DE, mas são necessários mais estudos.

6. Yohimbe
Este suplemento é extraído da casca da árvore ioimba africana. Alguns estudos mostraram efeitos positivos no desempenho sexual com o uso desta droga.

Leia também: Viagra Natural

No entanto, a American Urological Association não recomenda a ioimba como um tratamento de disfunção erétil. Isso porque não há muitas evidências provando que isso funciona. Seus efeitos colaterais podem ser prejudiciais à saúde. Estes incluem aumento da pressão arterial e frequência cardíaca, irritabilidade e tremor.

Se você decidir tentar yohimbe, fale com seu médico antes.

Leia mais: Medicamentos para tratar ED »

SOLUÇÕES DE PARCEIROS DE SAÚDE
Obtenha respostas de um médico em minutos, a qualquer momento
Tem perguntas médicas? Conecte-se com uma placa certificada e experiente

Conheça também: > https://www.valpopular.com/xanimal-funciona/

As causas da impotência e como tratá-las

As causas da impotência e como tratá-las

Causas comuns Tratamentos Prevenção da impotência
A impotência é a incapacidade de um homem obter e manter uma ereção. Também é conhecida como disfunção erétil e pode afetar a capacidade de uma pessoa ter relações sexuais satisfatórias.
A impotência é uma condição muito comum e pode ocorrer em qualquer idade. No entanto, é mais comum entre homens mais velhos.

Leia também: Estimulante sexual masculino e feminino, qual é o melhor

Segundo a Universidade de Wisconsin, cerca de 5% dos homens nos Estados Unidos com mais de 40 anos têm disfunção erétil completa (DE). Cerca de 15% dos homens com mais de 70 anos têm DE completo.

Causas comuns
Homem, sentando, borda, cama, olhar, incomodado
A impotência pode afetar homens de qualquer idade e pode ser causada por uma variedade de problemas.
A capacidade de um homem de conseguir uma ereção é baseada em vários fatores e pode resultar de uma variedade de problemas físicos.

Problemas de saúde mental e outros problemas psicológicos também podem causar DE ou piorar.

Causas físicas
A disfunção erétil é mais comumente causada como resultado de um fator físico. As causas mais comuns incluem:

doença cardíaca
colesterol alto
vasos sanguíneos entupidos
lesão no pênis
diabetes
obesidade
síndrome metabólica
Mal de Parkinson
esclerose múltipla
tabagismo e outro uso de tabaco
alcoolismo
outras formas de abuso de substâncias
distúrbios do sono
tratamentos de câncer de próstata ou tratamentos para uma próstata aumentada
lesões na medula espinhal
Doença de Peyronie
O que você deve saber sobre a disfunção erétil?
O que você deve saber sobre a disfunção erétil?
Clique aqui para saber mais sobre a disfunção erétil.
LEIA AGORA
Causas psicológicas
Existem também várias causas psicológicas para a impotência. Estas são as causas psicológicas mais comuns:

estresse
depressão
ansiedade
outras condições de saúde mental
problemas de relacionamento devido a estresse, má comunicação ou outras preocupações
Alguns homens podem sofrer de uma combinação de problemas físicos e psicológicos que podem levar ou piorar a disfunção erétil. Por exemplo, uma lesão física, que pode retardar a resposta sexual de uma pessoa, pode levar à ansiedade sobre a realização de uma ereção. Essa ansiedade pode, então, piorar a disfunção erétil.

O Serviço Nacional de Saúde Britânico (NHS, na sigla em inglês) também declara que alguns homens podem experimentar ED em certas situações. Por exemplo, uma pessoa pode conseguir uma ereção durante a masturbação, ou pode achar que ela acorda com uma ereção.

Se uma pessoa é incapaz de ter uma ereção com um parceiro sexual, a causa de sua impotência provavelmente será psicológica.

Se uma pessoa nunca for capaz de ter uma ereção, a causa de sua impotência provavelmente será física.

Tratamentos
comprimidos de viagra em uma mão de médicos
Um médico pode prescrever medicação oral para tratar a disfunção erétil.
Em primeiro lugar, um médico irá garantir que o indivíduo está recebendo os tratamentos corretos para quaisquer outras condições de saúde que possam ter. Pode ser que essas condições estejam causando a disfunção erétil, ou piorá-la, por isso devem ser tratadas adequadamente.

O médico tratará a disfunção erétil diretamente. Existe uma gama de tratamentos disponíveis para a impotência, mas eles variam de acordo com a causa da impotência.

Medicamentos orais
Há um punhado de medicamentos orais que podem ser prescritos para pessoas com disfunção erétil. Eles incluem:

sildenafil (Viagra)
tadalafil (Cialis)
vardenafil (Levitra)
avanafil (Spedra)
Esses medicamentos não causam automaticamente uma ereção. A pessoa ainda deve sentir algum estímulo sexual para que ela trabalhe. Eles não causam excitação sexual e não são afrodisíacos.

Essas drogas podem causar alguns efeitos colaterais, incluindo dores de cabeça e rubor facial. Menos comumente, uma pessoa pode sentir indigestão, nariz entupido e um tom azulado em sua visão.

Esses medicamentos devem ser evitados se uma pessoa tiver as seguintes condições:

problemas cardíacos graves
problemas hepáticos graves
sofreu recentemente um derrame
sofreu recentemente um ataque cardíaco
pressão sanguínea baixa
certas doenças oculares hereditárias raras
Alprostadil
Se a disfunção erétil de uma pessoa não responder ao tratamento, ela pode receber alprostadil, um hormônio produzido pelo homem que pode ajudar a estimular o fluxo sanguíneo para o pênis.

Uma pessoa pode injetar o hormônio diretamente no pênis ou colocar um pellet de alprostadil na uretra. A uretra é o tubo que transporta a urina da bexiga até o topo do pênis.

De acordo com o NHS, uma pessoa que toma este hormônio geralmente experimenta uma ereção após 5 a 15 minutos. No entanto, o tempo de duração da ereção varia dependendo da dose de alprostadil tomada.

Homens com anemia falciforme e com risco de priapismo, que é uma ereção dolorosa de longa duração, devem evitar o alprostadil. Pessoas com outros transtornos e aqueles que estão usando outros tratamentos para a disfunção erétil não devem tomar alprostadil.

Alguns efeitos colaterais deste tratamento incluem:

mudanças na pressão sanguínea
dores de cabeça
tontura
dor no pênis
broca uretral

Fonte: https://www.valpopular.com/estimulante-sexual-masculino-qual-e-o-melhor/

Conheça também: > Xanimal bula

Superando a ansiedade do desempenho sexual

Superando a ansiedade do desempenho sexual

Ansiedade de desempenho e DE Causas da ansiedade de desempenho Causas dos sintomas de disfunção erétil Como lidar Quando procurar ajuda
Seja devido a expectativas ou preocupações pessoais, é comum que homens de todas as idades experimentem ansiedade de desempenho e disfunção erétil em algum momento.
O estresse sobre o sexo pode levar à ansiedade de desempenho. Isso, por sua vez, pode levar à disfunção erétil (DE), que é difícil de obter ou manter uma ereção.

Alguns métodos simples de enfrentamento podem ajudar os homens a lidar com o DE relacionado à ansiedade de desempenho.

Leia também: Impotência sexual masculina e feminina

Qual é o elo entre ansiedade de desempenho e ED?
casal sentou-se na cama com ansiedade de desempenho e disfunção erétil
Estresse e ansiedade podem causar disfunção sexual, o que pode levar a disfunção erétil.
A ansiedade de desempenho e a DE podem estar ligadas de várias maneiras. Estresse e ansiedade sobre a realização sexual ou prazer de um parceiro podem causar disfunção sexual em homens e mulheres.

Quando essas expectativas sexuais pessoais não são satisfeitas, isso pode levar a uma espiral descendente de sentimento indigno ou incapaz.

Nos homens, esses sentimentos de inadequação e baixa auto-estima podem se transformar em sintomas físicos, como disfunção erétil.

A pesquisa observa que há uma ligação clara entre o estado de espírito de um homem e sua capacidade de se apresentar sexualmente.

Causas da ansiedade de desempenho
A ansiedade do desempenho é tipicamente causada por pensamentos negativos sobre a capacidade de uma pessoa ter um bom desempenho durante a atividade sexual, o que pode incluir sentimentos de inadequação sexual ou a incapacidade de agradar um parceiro.

Esses sentimentos podem ser influenciados pela imagem corporal, pelo tamanho do pênis ou por percepções sobre a masculinidade ou o papel do homem. Pensamentos negativos mais generalizados sobre a vida de alguém também podem contribuir para a ansiedade de desempenho.

Lidar com o estresse no trabalho, na família ou com dinheiro também pode influenciar o estado mental de um homem e contribuir para a ansiedade de desempenho.

Causas do ED
Beber pode levar a ansiedade de desempenho e disfunção erétil
Fumar, abuso de drogas e álcool podem contribuir para ED.
ED é um sintoma causado por uma série de fatores contribuintes complexos. ED pode ocorrer quando há uma ruptura em qualquer um dos processos relacionados com a obtenção de uma ereção, incluindo o estado mental do homem. ED também pode estar relacionada com os nervos, hormônios, ou mesmo a circulação do sangue.

Além da ansiedade de desempenho, outras coisas que podem contribuir para ED incluem:

depressão
desinteresse
estresse
baixos níveis de testosterona
fumar
abuso de álcool ou drogas
doença cronica
distúrbios renais
dano do nervo do diabetes
acidente vascular encefálico
prejuízo
irradiação pélvica
cirurgia recente
Alguns medicamentos também podem causar ED, especialmente aqueles que perturbam ou alteram os hormônios, nervos ou circulação no corpo. Esses incluem:

antidepressivos
medicamentos anti-inflamatórios
medicamentos para pressão alta
medicamentos para batimentos cardíacos irregulares
relaxantes musculares
terapia hormonal
quimioterapia
drogas que afetam a próstata
Um médico ou farmacêutico pode ajudar a identificar esses efeitos colaterais potenciais antes que uma pessoa inicie um novo medicamento.

O que você deve saber sobre a disfunção erétil?
O que você deve saber sobre a disfunção erétil?
Quão comum é a disfunção erétil em homens jovens? Como isso é tratado?
LEIA AGORA
Sintomas
A ansiedade de desempenho afeta a todos de maneira diferente, pois todos reagem ao estresse e à ansiedade de maneiras diferentes. No corpo, isso pode produzir vários sintomas, como ejaculação precoce, incapacidade de orgasmo ou perda de interesse pelo sexo.

Os sintomas físicos da disfunção erétil incluem dificuldade em obter ou manter uma ereção e também podem levar à perda do desejo sexual.

Como lidar
Há muitas dicas que podem ajudar as pessoas a lidar com a ansiedade de desempenho e disfunção erétil e ajudá-las a ter experiências sexuais positivas.

Evite o ciclo
Muitos homens podem cair em um ciclo de ansiedade de desempenho. Ter uma experiência sexual decepcionante de vez em quando é perfeitamente normal e sintomas ocasionais de DE não costumam ser motivo de preocupação.

No entanto, homens com ansiedade de desempenho podem insistir nesse evento ou considerá-lo um fracasso. Isso pode levá-los a ficarem ansiosos sobre a atividade sexual no futuro, e essa ansiedade pode fazer com que o DE continue.

Em vez disso, é essencial que os homens entendam que o que percebem como uma falha sexual é um evento perfeitamente normal.

Em vez de se concentrar no resultado negativo, pode ajudar a identificar qual fator causador de estresse ou preocupação influenciou os sintomas da disfunção erétil. A causa pode ser simples, como um próximo projeto no trabalho ou planejamento de uma viagem em família.

Mudar o foco para a causa, em vez dos sintomas, pode ajudar a pessoa a reduzir a pressão para ter um bom desempenho a cada vez, especialmente durante períodos de maior estresse.

Concentre-se nos sentidos
Muitos homens com ansiedade de desempenho mentalmente revivem suas falhas sexuais percebidas regularmente. Eles podem se preocupar constantemente com o que o parceiro sexual está pensando ou como será percebido durante a atividade sexual. Uma dica para lidar com isso é concentrar a mente nos sentidos.

Durante a atividade sexual, pode ajudar um homem a f

Conheça também: > Xanimal comprar

Avanços recentes no tratamento da disfunção erétil

Avanços recentes no tratamento da disfunção erétil

A disfunção erétil (DE) é uma das condições mais comuns que afetam homens de meia-idade e idosos. Quase todos os médicos da atenção primária, internistas e geriatras serão chamados para administrar essa condição ou fazer encaminhamentos para urologistas, endocrinologistas e cardiologistas que ajudarão no tratamento da disfunção erétil. Este artigo discutirá brevemente o diagnóstico e o manejo da DE. Além disso, conceitos emergentes no manejo da DE serão discutidos, como o uso de testosterona para tratar o DE, o papel do endotélio em homens com DE e o tratamento do parceiro do homem com DE. Finalmente, futuras terapias potenciais para ED serão discutidas.

http://dx.doi.org/10.1136/postgradmedj-2016-134073

Estatísticas de Altmetric.com
O artigo tem uma pontuação altmétrica de 7
Veja mais detalhes

Tweetado por 8
Em 4 páginas do Facebook
29 leitores em Mendeley
Solicitar Permissões
Introdução
Quase todos os médicos da atenção primária, internista e geriatra agora entendem que muitos homens mais velhos mantêm interesse pela atividade sexual à medida que envelhecem. Alguns médicos da atenção primária pensam que a potência sexual em homens mais velhos é a norma, e que, se estiver faltando, ela é ‘tudo na cabeça’. Esse ponto de vista não foi apoiado pela literatura atual. O Massachusetts Male Aging Study (MMAS) descobriu que 52% dos homens entre 40 e 70 anos relataram ter alguma forma de disfunção erétil (DE) .1 A realidade é que a DE é uma parte natural do envelhecimento e que a prevalência aumenta com a idade. . No MMAS, eles descobriram que cerca de 50% dos homens com 50 anos de idade, 60% dos homens aos 60 anos e 70% dos homens aos 70 anos tinham DE. Assim, quase todos os homens que vivem o suficiente devem desenvolver DE. Os mitos que cercam os problemas da impotência ou ED confundem as tentativas dos pacientes de receber tratamento e as tentativas dos médicos de ajudá-los.1

Muitos fatores podem contribuir para a disfunção sexual em homens idosos, incluindo condições físicas e psicológicas, comorbidades e os medicamentos usados ​​para tratá-los. Aspectos do estilo de vida e do comportamento de um homem idoso e a deficiência de andrógenos, na maioria das vezes diminuindo os níveis de testosterona, também podem afetar a função sexual. Um estudo de homens entre as idades de 30 e 79 anos mostrou que 24% tinham níveis de testosterona abaixo de 300 ng / dL e 5,6% tinham deficiência sintomática de andrógenos.2

A porcentagem de homens que se envolvem em alguma forma de atividade sexual diminui de 73% para homens de 57 a 64 anos para 26% para homens de 75 a 85 anos.3 Para alguns homens, isso constitui um problema, mas para outros não . A etiologia para este declínio na atividade sexual é multifatorial e é em parte devido ao fato de que a maioria das parceiras se submetem à menopausa aos 52 anos de idade com um declínio significativo em sua libido e desejo de se envolver em atividade sexual. Um estudo realizado por Lindau e colegas3 que examinaram a sexualidade em americanos mais velhos mostrou que 50% dos homens em uma amostra probabilística de mais de 3.000 adultos norte-americanos relataram pelo menos um problema sexual incômodo e 33% tiveram pelo menos dois desses problemas.3 rever as mudanças normais que ocorrem com o envelhecimento, fatores que influenciam essas mudanças, variações individuais e perspectivas, e as opções de tratamento disponíveis para ED e deficiência androgênica.

Breve história do tratamento da DE
Tratamentos de impotência foram discutidos no texto chinês mais antigo, Clássico de Medicina Interna do Imperador Amarelo, que descreve a medicina tradicional chinesa durante o período do governo do Imperador Amarelo, que terminou por volta de 2600 aC. Um dos tratamentos para a impotência discutidos é uma poção com 22 ingredientes.4

Quase 1000 anos depois, o egípcio Papyrus Ebers, um documento egípcio médico datado de 1600 aC, descreve uma cura para a impotência em que corações de crocodilo bebê foram misturados com óleo de madeira e aplicados topicamente ao pênis.

Em 1973, o Dr. Brantley Scott, do Baylor College of Medicine, relatou sobre a prótese inflável implantável que os urologistas ainda usam atualmente.5

Leia também: Remédio para impotência

O grande avanço ocorreu em 1998, quando o sildenafil se tornou a primeira droga oral a ser aprovada para o tratamento da disfunção erétil.4 Seguiu-se o uso de tadalafil e vardenafil como medicamentos orais inibidores da fosfodiesterase-5 similares para o tratamento da disfunção erétil em 2003.4

Visão geral das alterações fisiológicas e outros fatores de risco
Tal como acontece com a maioria dos outros sistemas de órgãos no corpo humano, as alterações e a perda de função são consequências normais do processo de envelhecimento. Isto também é verdade para o sistema endócrino, especificamente os níveis de produção de testosterona a partir das células de Leydig do testículo. Acompanhando a diminuição da testosterona é uma diminuição das ereções, que também tem um componente na diminuição do suprimento de sangue para a ereção do pênis não tão freqüente e não tão rígida em comparação com a função erétil de um jovem. Embora essas mudanças não sejam, em si mesmas, uma ameaça à vida, elas podem afetar o relacionamento de um homem com o parceiro e também a disfunção erétil.

Fonte: https://www.mulherk.com.br/remedio-para-impotencia-sexual-anvisa-bula-preco-comprar-com-desconto/

Conheça também: > Xanimal Mercado Livre

Disfunção erétil

Disfunção erétil

O objetivo desta diretriz é fornecer uma estratégia clínica para o diagnóstico e tratamento da disfunção erétil (DE).

Propósito
O objetivo desta diretriz é fornecer uma estratégia clínica para o diagnóstico e tratamento da disfunção erétil (DE). Usando o processo de tomada de decisão compartilhada como uma pedra angular para o cuidado, todos os pacientes devem ser informados de todas as modalidades de tratamento que não são contraindicadas, independentemente da invasividade ou irreversibilidade, como potenciais tratamentos de primeira linha. Para cada tratamento, o clínico deve garantir que o homem e seu parceiro tenham uma compreensão completa dos benefícios e riscos / cargas associados a essa escolha.

Leia também: Como aumentar o pênis

Sumário executivo
O ciclo de resposta sexual é conceituado como uma série seqüencial de estados psicofisiológicos que geralmente ocorrem em uma progressão ordenada. Essas fases foram caracterizadas por Masters e Johnson como desejo, excitação, orgasmo e resolução. A disfunção erétil (DE) pode ser conceituada como um comprometimento na fase de excitação da resposta sexual e é definida como a incapacidade consistente ou recorrente de atingir e / ou manter a ereção peniana suficiente para satisfação sexual, incluindo desempenho sexual satisfatório.1,2 Acredita que a tomada de decisão compartilhada é a pedra angular do tratamento e da gestão da DE, um modelo que se baseia nos conceitos de autonomia e respeito pelas pessoas no encontro clínico. É também um processo em que o paciente e o clínico juntos determinam o melhor curso da terapia com base em uma discussão dos riscos, benefícios e resultados desejados. Usando esta abordagem, todos os homens devem ser informados de todas as opções de tratamento que não sejam medicamente contra-indicados para determinar o tratamento apropriado. Embora muitos homens possam optar por começar com a opção menos invasiva, o Painel observa que é válido que os homens comecem com qualquer tipo de tratamento, independentemente de invasão ou reversibilidade. Os homens também podem optar por renunciar ao tratamento. Em cada cenário, o papel do clínico é garantir que o homem e seu parceiro tenham uma compreensão completa dos benefícios e riscos / ônus das várias estratégias de gerenciamento.

Metodologia
Uma revisão sistemática da literatura utilizando as bases de dados Pubmed, Embase e Cochrane (datas de pesquisa 1/1/1965 a 29/07/17) foi realizada para identificar publicações revisadas por pares relevantes para o diagnóstico e tratamento da disfunção erétil. A revisão rendeu uma base de evidências de 999 artigos após a aplicação dos critérios de inclusão / exclusão. Essas publicações foram usadas para criar as instruções de diretrizes. Se evidências suficientes existissem, então o corpo de evidência para um tratamento em particular era atribuído a uma classificação de força de A (evidência de alta qualidade; alta certeza), B (evidência de qualidade moderada; certeza moderada) ou C (evidência de baixa qualidade; baixa certeza) . Declarações baseadas em evidências de recomendação forte, moderada ou condicional, que podem ser apoiadas por qualquer força de evidência, foram desenvolvidas com base no equilíbrio de benefícios e riscos / encargos para os homens e seus parceiros. Informações adicionais são fornecidas como Princípios Clínicos e Opinião de Especialistas quando não existem evidências suficientes.

Declarações de Diretrizes
Avaliação e Diagnóstico:

Homens que apresentam sintomas de disfunção erétil devem passar por uma história médica, sexual e psicossocial completa; um exame físico; e testes laboratoriais seletivos. (Princípio Clínico)
Para o homem com disfunção erétil, questionários validados são recomendados para avaliar a gravidade da disfunção erétil, para medir a eficácia do tratamento e para orientar o manejo futuro. (Opinião de um ‘expert)
Os homens devem ser aconselhados de que a DE é um marcador de risco para doenças cardiovasculares subjacentes (DCV) e outras condições de saúde que possam justificar a avaliação e o tratamento. (Princípio Clínico)
Em homens com disfunção erétil, os níveis séricos totais de testosterona devem ser medidos. (Recomendação Moderada; Nível de Evidência: Grau C)
Para alguns homens com disfunção erétil, testes especializados e avaliação podem ser necessários para orientar o tratamento. (Opinião de um ‘expert)
Tratamento:

6. Para os homens em tratamento para disfunção erétil, o encaminhamento a um profissional de saúde mental deve ser considerado para promover a adesão ao tratamento, reduzir a ansiedade de desempenho e integrar os tratamentos em um relacionamento sexual. (Recomendação Moderada; Nível de Evidência: Grau C)

Fonte: https://www.mulherk.com.br/como-aumentar-o-penis-de-verdade/

Conheça também: > Xanimal Mercado Livre